Receitas

10 coisas do dia a dia de uma gestante que causam má formação no bebê e você não sabia

São as coisas inesperadas que não temos ideia que podem ser uma das causas da má formação do bebê.

Uma das preocupações constante dos pais é em relação à saúde do bebê, já começa dentro do útero nos primeiros dias de vida, principalmente quando se trata da má formação. Segundo pesquisas a cada um em cada trinta bebês nasce com algum tipo de má formação.

PUBLICIDADE

Este assunto ainda é complicado por não haver uma causa de má formação exata, mas a ciência já sabe de algumas coisas que podem levar a má formação do bebê. Mas é muito importante que a gestante faça o pré-natal corretamente e realize exames sempre que necessários para acompanhar o desenvolvimento do bebê e detectar qualquer anomalia ou má formação que o bebê possa ter.

Saiba algumas coisas do dia a dia que favorecem má formação do bebê e quase ninguém fala a respeito. Confira:

PUBLICIDADE

1- Bijuterias

Quase toda mulher tem aquela bijuteria que adora usar, mas é melhor que fique longe dela durante a gestação. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) apontou que muitas dessas bijuterias possuem uma quantidade muito alta de chumbo que pode prejudicar no desenvolvimento do bebê.

Ele favorece problemas como: baixo peso do bebê ao nascer, má formação do bebê e também problemas no cérebro do bebê.

PUBLICIDADE

Em fevereiro de 2016, o Inmetro estabeleceu um limite para a quantidade de chumbo em bijuterias e joias comercializadas no Brasil. No entanto os fabricantes ainda terão um prazo de 36 meses para se adequarem às novas regras. Somente em fevereiro de 2019 as bijuterias comercializadas no Brasil terão uma concentração de chumbo considerada segura, também para gestantes.

2- Não tomar todas as vacinas

Já no início do pré-natal o obstetra irá recomendar todas as vacinas necessárias, elas são muito importantes para garantir a saúde da mãe e do bebê e pode prevenir a má formação do bebê. Isto porque algumas das vacinas orientadas são exatamente para prevenir doenças que podem levar à má formação do bebê.

3-Comer comidas cruas

Você deve evitar comidas cruas, pois podem levar à toxoplasmose e esta doença pode afetar o bebê causando má formações como perda da audição, problemas de visão e intelectuais.

Outros cuidados muito importantes para prevenir a toxoplasmose: lavar bem os vegetais antes de comê-los, usar luvas quando for mexer na terra ou lavar os vegetais, outra recomendação é para se manter longe das fezes dos gatos, se tiver um gato que frequenta a parte de fora de sua casa, peça para outras pessoas limparem a caixinha de areia dele. Se você tiver que limpar a caixinha de areia do seu gato, faça isso com luvas e certifique-se de lavar as mãos depois.

PUBLICIDADE

4- Não lavar as mãos

Isso já recomendado para qualquer pessoa, mas no caso das gestantes algumas infecções podem favorecer a má formação no bebê. Por isso, é importante lavar sempre as mãos para prevenir infecções, outro cuidado importante é evitar o contato com alguém que tenha uma infecção e usar sempre álcool gel,principalmente se tiver ido á lugares públicos.

5- Obesidade

Muitas mulheres não sabem, mas quando uma gestante tem obesidade durante a gestação (IMC de 30 ou mais) têm maiores chances de terem bebês com má formação. Os problemas mais frequentes no bebê que têm sido relacionados a obesidade da mãe na gestação são: problemas no tubo neural, problemas no coração e lábio leporino.

6- Não tomar as vitaminas necessárias

Na correria que vivemos atualmente nem sempre nos alimentamos adequadamente e por isso algumas vitaminas precisam ser tomadas, principalmente durante a gestação, algumas vitaminas são essenciais como: ácido fólico e o ferro, eles são extremamente importantes para prevenir a má formação no bebê, especialmente no tubo neural e no cérebro. Por isso, converse com seu médico e certifique-se que você está tomando todas as vitaminas.

7- Não ter cuidado ao tomar remédios

Ter o hábito de se auto medicar é bem comum hoje em dia, mas precisa ficar atenta pois alguns medicamentos podem favorecer a má formação do bebê. Por isso, antes de tomar qualquer remédio durante a gestação é indispensável conversar com o seu médico e ler a bula com atenção para saber se o medicamento não apresenta nenhum risco ao bebê.

8- Abacaxi não orgânico

O problema de consumir abacaxi não orgânico é que pode causar gastrosquise, pesquisas confirmaram que essa doença tem relação á um pesticida chamado atrazina, é muito usado em todo o mundo, inclusive no Brasil é muito usado no cultivo do abacaxi.

Um dos estudos mais recentes sobre o assunto foi feito com mais de 9.551 bebês e suas mães, e descobriram que em mulheres com mais de 25 anos o risco do bebê ter gastrosquise aumenta se a mãe ingere ou é exposta a grandes quantidades de atrazina na gestação.

Gastrosquise é uma condição em que há uma má formação na parede abdominal, de modo que há uma abertura na barriga e o intestino e/ou estômago acabam saindo. Por isso, se for comer abacaxi, é interessante optar pela versão orgânica.

9- Peixes ricos em mercúrio

Embora o consumo de peixe seja muito saudável, você deve evitar na gestação, amamentação e na dieta, pois alguns tipos de peixes são ricos em mercúrio. Os peixes que você deve evitar são: peixe-espada, a cavala, o tubarão e o lofolátilo. Eles podem causar problemas no cérebro dos bebês.

Alguns peixes indicados para gestantes são: merluza, atum enlatado, salmão e peixe-gato. Coma entre 220 e 340 gramas de peixes com baixa concentração de mercúrio por semana.

10- Passar muito calor

Essa informação quase não é passada para as gestantes, mas é muito importante saber que certas temperaturas podem favorecer a má formação fetal. Quando a temperatura corporal da mãe fica acima de 38.8 graus, especialmente entre cinco e seis semanas de gestação, as chances da espinha não se fechar aumentam, fazendo com que o bebê nasça com espinha bífida.

Por isso, nada de entrar em banheiras muito quentes e fique especialmente atenta se estiver com febre, acompanhando sua temperatura de perto.