Notícias

‘Preciso atirar na cara de quem para ser atendido?’: casal teria feito ameaças após demora para atendimento em UPA

Caso acabou indo parar na delegacia.

ANÚNCIOS

Funcionários da UPA do Recanto das Emas, no Distrito Federal, denunciaram a atitude apresentada por um casal que acompanhava uma paciente. O episódio aconteceu neste domingo (09/06) e acabou virando caso de polícia.

Segundo as informações sobre o caso, um homem se revoltou com a demora para atendimento de sua parceira. Revoltado, o homem começou a fazer ameaças contra funcionários da Unidade.

“Será que eu tenho que dar um tiro na cara de alguém para ser atendido?”, questionou. “Nem preciso, só mandar meus comparsas que eles resolvem”, ainda teria disparado o homem.

Um vigilante da unidade foi apontado como alvo das ameaças. O caso acabou sendo registrado na 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas) e esta sendo investigado pela polícia civil.

ANÚNCIOS

Os apontados como suspeitos foram ouvidos na delegacia, em depoimento, e negaram as ameaças e xingamentos. Segundo o casal, ambos teriam se irritado com o mal atendimento, mas negaram ter feito ameaças.

Ainda segundo o casal, o vigilante teria empurrado o marido da paciente. No entanto, a versão do casal foi rebatida também por testemunhas. Ainda segundo as testemunhas, o casal estava alterado.

Segundo testemunhas, o casal teria chamado a UPA de “açougue”, em referência a morte de duas crianças. “Ninguém vai atender a gente nessa desgraça, não? Os médicos estão todos dormindo”, ainda teria dito o suspeito.

A polícia militar foi acionada e encaminhou o casal à delegacia. A princípio, eles devem responder por ameaça e injúria.

ANÚNCIOS

Sobre o Autor

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.