Notícias

Mulheres reagem a denúncia de assédio, dão surra em suspeito dentro do ônibus e arrastam até Batalhão da PM

O homem não teve o nome revelado pelas autoridades.

ANÚNCIOS

Os crimes de assédio sexual são um dos grandes desafios para a segurança pública. Esse tipo de crime é extremamente violento não apenas pelo ato em si, mas por todo o trauma que pode desencadear em suas vítimas.

Conforme analisam especialistas, os crimes sexuais são capazes de agredir a vítima múltiplas vezes, especialmente pelos sentimentos de vergonha e culpa que acabam sendo desencadeados.

Não à toa, crimes desse tipo geram tanta revolta. Nessa semana, por exemplo, o país se chocou com o abuso sexual de uma jovem de 22 anos, abandonada por um motorista de aplicativo em frente a própria casa, enquanto estava desacordada.

Já na noite desta terça-feira (01/08), um novo caso também ganhou repercussão, mas por outro motivo. O caso aconteceu na zona sul de São Paulo e tem gerado repercussão nas redes sociais.

ANÚNCIOS

Segundo as informações do caso, um homem foi flagrado cometendo assédio sexual contra uma mulher dentro do ônibus. Em reação ao crime, as mulheres do coletivo se uniram e deram uma surra no homem.

Pelo menos três mulheres estiveram no 27° BPM para representar queixa contra o homem. O assediador foi arrastado pelas mulheres até o batalhão, onde foi entregue às autoridades.

No entanto, o caso acabou não sendo registrado. Isso porque não é possível registrar queixa no Batalhão da PM. Os policiais ainda se dispuseram a conduzir os envolvidos até uma delegacia.

Infelizmente, nenhuma das mulheres pode prosseguir até o local porque tinham compromissos. Com isso, o homem não foi denunciado pelo ato dentro do ônibus.

ANÚNCIOS

Sobre o Autor

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.