Notícias

Menina de 6 anos é encontrada sem vida e com sinais de violência ao lado da mãe ferida

Caso aconteceu nesta última terça, dia 18 de junho, em Cariacica, no Espirito Santo.

ANÚNCIOS

Casos de violência doméstica frequentemente resultam em tragédias devastadoras, causando não apenas danos físicos, mas também traumas psicológicos profundos às vítimas e suas famílias.

Infelizmente, um recente episódio em Cariacica, Espírito Santo, exemplifica o quão grave essa questão pode ser. Na noite de terça, dia 18 de junho, a pequena Paloma Fernandes, de apenas 6 anos, foi brutalmente espancada até a morte dentro de sua própria casa.

Ao lado dela, sua mãe, Sônia Fernandes, de 46 anos, foi encontrada gravemente ferida. As autoridades apontam o pai como o principal suspeito, embora ele ainda não tenha sido localizado.

De acordo com informações da Polícia Civil, a tragédia ocorreu por volta das 17h, mas a Polícia Militar só foi acionada mais tarde, após uma denúncia. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram Paloma já sem vida e sua mãe em estado crítico, com ferimentos graves na cabeça e hematomas no tórax.

ANÚNCIOS

Sônia foi rapidamente socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada ao Hospital Estadual de Urgência e Emergência, onde permanece em estado crítico, respirando com a ajuda de aparelhos. de acordo com informações, a Sônia sofreu golpes de facão.

O delegado Mário Souza, responsável pelo caso, revelou que a identificação de Paloma foi confirmada através de exames de arcada dentária. A Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM) está conduzindo a investigação, mas até o momento, nenhum suspeito foi detido.

Familiares e vizinhos estão em choque com a brutalidade do crime. Uma prima de Sônia, que preferiu não se identificar, afirmou que Sônia tem apenas 1% de chance de sobrevivência e está “basicamente vivendo por causa dos aparelhos”.

Video (CLIQUE AQUI)

ANÚNCIOS

Esse episódio lamentável ressalta a urgente necessidade de medidas mais eficazes de prevenção e proteção contra a violência doméstica. A comunidade local, agora em luto, clama por justiça e respostas das autoridades para que tragédias como essa não se repitam.

Sobre o Autor

Paulo Machado

Colunista de portal de notícias dedicado a TV e Famosos, Curiosidades, Saúde Natural e Bem-estar, Finanças e Política Brasileira