Famosos

Mara está se preparando para ser mãe, e desabafa: ”O evangélico julga muito”

Apresentadora contou que aprendeu a conciliar fé e carreira: “Só quem pode me julgar é Deus”

Mara Maravilha teve um bate papo muito especial com a revista Contigo. Próxima de completar seus 51 anos de idade, a apresentadora decidiu rasgar o verbo sobre sua vida pessoal e carreira. Falando sobre conteúdos como maternidade, televisão, mundo evangélico, vida pessoal e carreira na música, a morena comentou sobre todos os acontecimentos em sua vida com muita leveza e simpatia.

PUBLICIDADE

“A mentira nunca vai ter DNA de verdade”, declarou Mara Maravilha ao conversar com repórter por telefone.

Sobre a maternidade

Mara Maravilha está se relacionando com Gabriel Torres, ela tem se preparado para um novo desafio em sua vida: a maternidade. Mara está na fila esperando pela adoção, a cantora contou que a adoção é um sonho antigo dela e poder executar isso é uma grande conquista especial em sua vida. “Vontade eu sempre tive, eu amo crianças“, contou recordando quando a apresentadora Patrícia Abravanel falou que ela deveria ser mãe.

Não sei se estou preparada, mas sei que vou fazer o melhor para ser uma mãe maravilha. Sei que um dos segredos é priorizar o filho“.

PUBLICIDADE

Sobre seu namorado Gabriel Torres, a cantora declarou que ele também tem o sonho em se tornar pai. “O Gabriel nutre essa vontade. Nos meus últimos relacionamentos eu não via o que vejo nele, essa vontade de ter um filho e ter essa responsabilidade na criação de um ser humano“.

Quando Mara Maravilha decidiu assumir seu relacionamento com Gabriel, ela virou notícia na mídia sobre a grande diferença de idade que existem entre eles, o fato é que Gabriel é bem mais novo que ela. “Não vejo essa crítica quando é um homem de mais idade com uma mulher mais nova. Meu relacionamento com o Gabriel é verdadeiro. Não tenho relacionamento fake. Gabriel é uma pessoa do bem, tenho muito orgulho dele, uma pessoa honesta e talentosa. Temos a essência da humildade. Somos um casal de verdade, não um casal fake, mesmo com a diferença de idade“.

Atuando no mundo gospel, Mara Maravilha percebe que o julgamento é bem mais constante no meio dessa comunidade. “O evangélico julga muito. Essa é uma parte delicada da minha carreira. Alguns evangélicos não entendem porque eu me submeti a ir para A Fazenda ou para o Fofocalizando“.“Não posso julgar pessoa que é gay, aquela pessoa que é divorciada. Não posso julgar, mas posso ter a minha opinião. Seja ela de acordo ou não com alguma opinião adversa

A cantora aprendeu também a lidar com esse tipo julgamento e reconhece que ninguém tem o direito de julgar. “O que não me agride não é pecado. Só quem pode me julgar é Deus”, disse ela desabafando. “Patrulha de julgamento muito grande. Mas com o meu amadurecimento de 51 anos, eu não me importo mais com o que falam, mas sim com o que fazem”.O distanciamento do programa Fofocalizando da emissora SBT, e sua exibição diária chegaram na ocasião certa, já que ela aproveitou o momento para poder cuidar melhor de sua saúde. “Quero me cuidar ao máximo. Teve um tempo que eu não me cuidava, não cuidava do que eu comia, não cuidava do físico. E agora estou na fase: a minha melhor versão“.

PUBLICIDADE

A atual versão da cantora está sendo coordenado com auxilio de uma equipe de nutricionista, terapeuta e personal trainer.

Por ser conhecida na mídia, é super normal que pessoas se aproximem para poder conseguir algum espaço usando o nome dela. Mas ela afirma que conhece muito bem quando as amizades não são seguras. “Já estou bem vacinada, bem precavida. A distância é um argumento que eu uso, eu me distancio. Procuro me distanciar de tudo e todos que não me fazem bem“.

Mina vida é pautada dessas três regras: Deus, eu e amar o próximo“, disse.

PUBLICIDADE

Sobre o Autor