Notícias

Justiça toma decisão sofre o futuro do menino Nicolas; ele foi entregue por sua mãe a outro casal

A Justiça tomou uma decisão sobre o futuro do menino Nicolas que foi entregue por sua mãe por outro casal.

ANÚNCIOS

Os avós do bebê de 2 anos que estava desaparecido e foi encontrado na região de São Paulo estão pedindo pela guarda provisória da criança. A história comoveu o país ao longo dos últimos dias.

Eles entendem que a criança convive com eles desde o nascimento, já os conhecem, e vai ter melhores condições de criação. Até mesmo para passar por esse momento difícil e viver ao lado dos avós. Esse é o nosso pedido principal”, disse o advogado da família, Jorge Conforto, ao falar sobre o assunto.

Caso o pedido não seja atendido pela Justiça, o advogado ainda está pedindo para que ao menos seja concedido o direito de os avôs visitarem o menino.

A Justiça já tomou uma decisão em relação ao pedido e chegou a informar que irá permanecer com Nicolas sendo acolhido em São Paulo e recebendo acompanhamento da Vara da Infância e Juventude do Tatuapé, na zona leste da capital.

ANÚNCIOS

Serão realizados estudos psicossociais nos membros da família para saber qual será o destino final do menino Nicolas. A Justiça de SP tomou jurisdição do caso, embora o menino seja natural de Santa Catarina, porque a criança foi resgatada em São Paulo.

Nathalia Gaspar, a mãe da criança, admitiu para as autoridades que entregou o seu filho para um casal por vontade própria. Informações fornecidas pelas autoridades indicam que o casal teria interesse na criança desde a gravidez de jovem.

A mãe de Nicolas teria entregado o seu filho por afirmar que não teria condições psicológicas e financeiras para continuar criando a criança. O caso gerou uma grande repercussão nos noticiários brasileiros.

Sobre o Autor

Juliana Gomes

Colunista de notícias dedicada a escrever sobre os mais diversos assuntos. Sempre fui apaixonada pela arte da escrita e pela literatura.