Notícias

Irmão acredita que professor executado em porta de escola foi confundido e revela relação com o atirador; video

Crime deixou comunidade espantada em João Pessoa.

ANÚNCIOS

Na última terça-feira (12/03), moradores de José Américo, em João Pessoa, ficaram espantados com a bárbara execução do professor Luecy. O profissional foi morto a tiros na porta da escola onde trabalhava, diante da filha.

O criminoso por trás dos disparos foi identificado e preso em flagrante. O atirador foi identificado como Francisco Antônio Sales, de 81 anos, um policial militar reformado. As motivações do crime não foram esclarecidas.

No entanto, o irmão da vítima acredita ter a resposta. Luecínio acredita que o irmão tenha sido morto por engano e acredita ainda que ele mesmo era o alvo do criminoso. Em entrevista à TV Arapuan, ele explicou.

Luecínio contou que o atirador é parente de sua esposa e teria se irritado com ele dias antes. Segundo Luecínio, a ex-mulher de Francisco queria se separar alegando que era mal-tratada pelo PM reformado.

ANÚNCIOS

Sabendo que ele, Luecínio, tinha uma casa vazia, ela fez uma oferta para alugar o imóvel. “A esposa de Sales chegou e disse: ‘tu quer alugar aquela casa?’ Eu disse ‘É pra senhora? Então eu quero’ E então trouxe as coisinhas dela e tava muito feliz (sic)”, contou.

Ainda segundo ele, Sales reagiu mal e chegou a brigar com sua esposa, seu sogro e a esposa dele. Luecínio reforçou que seu irmão não tinha relação alguma com Sales e revelou acreditar que ele era o alvo, por ter alugado a casa.

Preso em flagrante, o atirador alegou à Justiça que tem problemas mentais e que não se lembra dos fatos.

ANÚNCIOS

Sobre o Autor

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.