Notícias

Homem ‘viciado’ em preenchimento facial faz aplicações por conta própria e fica com rosto deformado

O caso viralizou nas redes sociais.

Um homem de 27 anos, ficou com o rosto completamente deformado após se ‘viciar’ em preenchimento facial.

PUBLICIDADE

Para continuar realizando os procedimentos ele aprendeu a fazer sozinho e passou a aplicar os produtos em si mesmo, pois as clínicas estéticas passaram a recusar a atendê-lo.

O homem identificado como Alan Jackson, afirmou que já gastou mais de R$ 9 mil em cursos para aprender a realizar os preenchimentos quando quiser.

Ainda segundo Alan Jackson, ele possui cerca de 30ml de preenchimento somente nos lábios, fora os produtos que ele já aplicou por si só as bochechas, mandíbulas, nariz e queixo.

PUBLICIDADE

O homem contou que começou com as mudanças em seu rosto aos 20 anos e desde então não consegue mais parar.

“Comecei com meus lábios e depois fiz repetidamente. Eu diria que é um vício. Uma vez que eu faço preenchimento, me sinto muito bem depois”, afirmou Alan.

Homem com diversos preenchimentos faciais - Metrpoles

Nas imagens a seguir você pode conferir mais detalhes de como Alan ficou. 

PUBLICIDADE

Agora com a enorme quantidade de substâncias que tem no rosto, Alan afirma que seria muito mais complicado tentar reverter e que o melhor é continuar como está, já que a pele esticou muito por causa dos preenchimentos.

Alan trabalha como chefe de uma casa de repouso, na cidade de Lanarkshire, na Inglaterra, ele afirmou que ainda pretende realizar mais procedimentos estéticos.

O homem afirmou que em um futuro próximo, que pretende fazer um tratamento para branquear os dentes e um levantamento do “bumbum”, à moda brasileira.

Homem com diversos preenchimentos faciais - Metrpoles

PUBLICIDADE

Homem com diversos preenchimentos faciais - Metrpoles

Homem com diversos preenchimentos faciais - Metrpoles

Ao que parece, Alan pretende continuar em sua busca por uma imagem considerada por ele perfeita.

Sobre o Autor

Fabiana Batista Stos

Jornalista digital, com mais de 10 anos de experiência em criação de conteúdo informativo e imparcial. Somente a imprensa livre tem o poder de defender os interesses e a liberdade do cidadão.