Notícias

Filho vive com cadáver da mãe por 6 anos e se aproveita da situação para receber vantagem

O filho conviveu com o cadáver da sua própria mãe por um período de seis anos.

ANÚNCIOS

Um homem chegou a ser preso após ter mantido o cadáver da própria mãe dentro de sua casa pelo período de seis anos.

E de acordo com as investigações que foram realizadas, o principal objetivo do filho em manter o cadáver dentro de casa era se aproveitar da situação e continuar a recebendo a pensão da mãe.

A mulher que faleceu há cerca de seis anos foi identificada pelo nome de Helga Maria Hengbarth, de 86 anos. Por conta de ter mantido o cadáver dentro de sua casa, o total recebido de forma indevida foi de cerca de 180 mil euros, o que equivale a 967 mil reais.

O suspeito de 60 anos, que não teve sua identidade revelada, alegava que a mãe teria viajado para o seu país de origem, a Alemanha. E com isso, conseguiu manter a farsa e continuar recebendo indevidamente por um longo período.

ANÚNCIOS

E segundo informações fornecidas por canais de comunicação, o golpe apenas foi descoberto após a polícia e os bombeiros terem invadido o apartamento em que ele morava.

No local, o cadáver de Helga estava mumificado e decomposto em cima de uma cama, lacrado dentro de um saco utilizado para armazenar corpos.

Agora, as autoridades ordenaram que uma autópsia seja realizada para expor a causa da morte da idosa. Antes, uma investigação teria sido realizada devido a Hilda não ter utilizado o seu plano de saúde há anos. O caso aconteceu na região da Itália.

Sobre o Autor

Juliana Gomes

Colunista de notícias dedicada a escrever sobre os mais diversos assuntos. Sempre fui apaixonada pela arte da escrita e pela literatura.