Estudante faz relato impressionante de violência obstétrica que presenciou e viraliza na Web

Muitas mulheres se identificaram com esse relato.

O relato foi feito por uma estudante de medicina que ficou chocado ao ver o que a professora de medicina que também é obstetra foi capaz de fazer com sobre o caso de violência uma mãe de primeira viagem, uma adolescente de 16 anos. A jovem não denunciou o caso, teve medo de sofrer perseguição por parte da médica. Veja trechos do relato impressionante:

“O parto da adolescente evoluía bem, ela chegou ao hospital com contrações ritmadas de 7 cm de dilatação. Não se queixava de dores fortes apenas desconforto e cansaço, a estudante de medicina fazia massagens em sua barriga até que a médica obstetra apareceu e ignorando os relato de que o parto evoluía bem pediu que fosse colocado oxitocina diretamente no soro sem uso de bomba de infusão, a correr, sem um controle preciso do número de gotas apesar de a paciente a mãe terem dito que não queriam.

Nervosa e dizendo que é a obstetra era ela, a médica ignorou os pedidos da mãe da paciente que começou a sentir as contrações muito fortes ficando impossibilitada de caminhar. Ao romper a bolsa da adolescente com o toque a médica disse que ela estava fazendo fiasco. A estudante de medicina estava preocupada com a quantidade de ocitocina que a médica havia prescrevido para paciente. Lá pelas 2 horas da manhã a paciente já estava com dilatação total e mesmo assim a médica passou outro soro com ocitocina.Clique na seta abaixo, após a publicidade, para continuar lendo a matéria.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2