Curiosidades

Desesperado e com a filha passando fome, ele vendia canetas até que um estranho tirou uma foto de sua filha

Refugiado vendia canetas com sua filha e uma foto mudou sua vida

Um homem trabalhava em uma fábrica de chocolates como gerente, o homem ganhava muito bem, dava para manter suas necessidades e de sua filha, inclusive sobrava dinheiro para que o homem pudesse ter alguns luxos.

PUBLICIDADE

Eles tinham uma ótima moradia no Líbano, mas devido á guerra, eles tiverem que sair de seu pais natal e se refugiar em Yarmouk, deixando tudo o que tinha construído para trás. Passando por necessidades o homem decidiu começar a vender canetas para pode se alimentar e alimentar sua filha. O mundo da volta e a vida sempre esta sempre nos surpreendendo, Este homem era bem sucedido e de um dia para o outro passou tendo que vender canetas para se sustentar. Alem disso o homem não tinha uma casa e vivia na rua com sua pequena filha. Porem o mundo estava sempre dando volta, e o homem teve uma grande surpresa em sua vida.

Em uma oportunidade um homem chamado Gissur Simonarson, que é ativista da Noruega, o homem se ficou emocionado ao ver a cena, do homem vendendo canetas com sua filha no braços, o homem parecia aflito, descuidado, seus olhos refletiam tristeza e muito desespero, o homem parecia querer proteger sua filha com muito amor, Gissur então resolveu tirar uma foto em compartilhar em suas redes sociais para que mais pessoas pudessem ver e se comover assim como aconteceu com ele, e a historia se tornou viral na internet e deixou varias pessoas sensibilizadas.

PUBLICIDADE

Felizmente, a intenção de Gissur deu bons resultados,as pessoas ficaram comovidas e começaram uma campanha para arrecadar um dinheiro para que o homem pudesse se alimentar, porem as pessoas começaram a ajudar e o homem conseguiu mais do que alimentar sua família, ele conseguiu arrecadar 100 mil dolares,

Com o dinheiro o homem resolveu comprar uma casa e uma cama. O homem mais que de pressa, começou a procurar um emprego e com o dinheiro que sobrou resolveu ajudar outros refugiados que estavam na mesma situação que ele.

PUBLICIDADE

Atualmente com o dinheiro arrecadado investiu de forma inteligente e abriu vários restaurantes onde trabalham pessoas refugiadas e fornecem doações para os refugiados

Abdul disse: “Não só mudaram minha vida, mas a dos meus filhos e os de todas as pessoas da Síria que consegui ajudar com o trabalho e doações”.