Curiosidades

Depois de viralizar a foto da ‘bebê da mecha branca’, outros portadores revelam como lidam com a doença

Saiba tudo sobre essa modificação genética.

A bebê, que de acordo com a brincadeira do obstetra, já nasceu com luzes no cabelo, viralizou na internet, sua foto que paula beltrão postou no seu perfil pessoal do Instagram fez o maior sucesso. A princesa Mayah já chegou ao mundo sob mira das câmaras fotográficas.

PUBLICIDADE

A bebê deixou os internautas e a equipe do hospital babando com tanta fofura, mas outras pessoas com a mesma modificação genética não tiveram a mesma sorte e sofrem com bullying principalmente na fase da infância e na adolescência. A mãe da bebê, de 40 anos de idade, também nasceu com franja, e disse em entrevista ao colunista do jornal ‘ Hoje em Dia’, que sempre foi descriminada na escola, por conta disso.

A mineira de 31 anos de idade, chamada Samaria,  tem piebaldismo, uma condição genética hereditária que afeta a produção de melanina, gerando manchas na pele e mechas brancas. “Mas nem sempre ela soube que esse era o diagnóstico para as manchas que tinha. A mãe de Samaria a levou a vários médicos, inclusive em São Paulo, para saber se a menina tinha alguma doença grave, mas ninguém sabia responder o que era. Somente mais velha, Samaria descobriu que tinha piebaldismo, uma doença genética sem cura e não transmissível, que atinge uma a cada 20 mil pessoas“. Informa o ‘Hoje em Dia’.