Notícias

Bolsonaro anuncia primeira mulher para seu governo

Márcia Amarílio da Cunha Silva é coronel do Corpo de Bombeiros e já participa das reuniões no CCBB

Tenente- coronel do Corpo de Bombeiros, Márcia da Cunha Silva, vai integrar o grupo de transição a ser nomeado, segundo a assessoria de imprensa. Depois de convidar vinte e oito homens na para compor a equipe de transição do presidente eleito, Jair Bolsonaro, a assessoria, anunciou nessa terça feira dia 06 de novembro, o nome da coronel Márcia da Cunha Silva para assumir a Secretaria de Segurança Publica.

PUBLICIDADE

A assessoria informou que Márcia é especialista em segurança pública e vai integrar o grupo da transição responsável pelo assunto. Ela já participou de reunião nesta segunda-feira dia 5 de novembro, quando iniciam os trabalhos no entro Cultural Banco do Brasil, (CCBB), em Brasília.

Márcia Silva é assessora parlamentar do Conselho de Corpos de Bombeiros. Ela é especialista em segurança pública e chegou ao time de Bolsonaro por meio de um grupo formado por generais da reserva, comandado por Augusto Heleno, indicado como ministro da Defesa. A intenção é que mais mulheres sejam nomeadas nos próximos dias,para compor a equipe de transição do governo de Jair Bolsonaro.

A intenção é que mais mulheres sejam nomeadas para compor a equipe nos próximos dias .Dos dez grupos temáticos, foram definidos os coordenadores de quatro deles durante a transição. Paulo Guedes comandará a equipe de Economia e Comércio Exterior; Marcos Pontes coordenará o grupo de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações; Augusto Heleno chefia a área de Defesa; e Oswaldo Ferreira comanda a equipe de Infraestrutura. Segundo a assessoria, Ferreira ainda terá sua nomeação publicada no Diário Oficial da União.

PUBLICIDADE

Nesta segunda feira, dia 5 de novembro, foram publicados 28 nomes. Entre os vinte e oito nomes,está o vice-presidente nacional do PSL, Julian Lemos, que foi por 3 vezes alvo da Lei Maria da Penha, acusado de agressão pela ex- mulher e também por sua irmã.

A agenda de Bolsonaro para quarta-feira dia 7 de novembro, prevê que ele participe de uma reunião com a equipe no CCBB. O presidente eleito chegou a Brasília na manhã desta terça-feira, para participar da solenidade de 30 anos da Constituição Federal no Congresso, e deve voltar amanhã, quinta feira (8), à noite para o Rio.