Curiosidades

Bebê não para de chorar, médico diz que é um prisão de ventre, mas tarde se descobre que ele tem câncer de PROSTATA

Se não fosse a insistência da mãe em procurar ajuda médica algo pior poderia ter acontecido

O bebê Ashton foi mandado para casa após ser avaliado por sete médicos. Porém, Tichra Papdi que é mãe da criança desconfiava que algo não estava certo. Ela decidiu seguir sua intuição e graças a essa atitude o bebê ainda vive.

PUBLICIDADE

Ao Kidspot a mamãe disse que seu bebê não parava de chorar e que por isso ela tinha certeza que tinha algo errado.

“Ele chorou 10 vezes mais do que um bebê normal. Até mesmo amigos e familiares disseram que algo estava errado.”

Foi então que TIchra levou seu bebezinho ao médico. Ao examinar o médico disse que era um choro normal e que passaria. Mas o choro não passou. A mamãe sabia que não podia ser algo tão simples, o choro estava diferente de um choro normal. O bebê ficava encolhido de dor.

PUBLICIDADE

 

Em um espaço de apenas duas horas os sintomas demonstrados pelo bebezinho pioraram ainda mais. Nesse período Tichra trocou sete fraldas na criança. Ela decidiu levar o menino de volta para um hospital infantil.

Foi nesse momento que os médicos daquele hospital encontraram algo e a mãe ficou de boca aberta. Após realizarem um ultrassom eles puderam constatar que a criança tinha um tumor bem atrás de sua bexiga.

 

PUBLICIDADE

Ressonância magnética mostra extensão do problema

O pequeno Ashton que tinha naquela ocasião apenas sete meses de vida recebeu o diagnóstico de câncer de próstata.

Tichra ficou muito irritada com os médicos que antes disso o liberaram como se o bebê não estivesse com nenhum problema. Ela ficou brava porque ela pediu para que eles fizessem o ultrassom, e os médicos disseram que não havia necessidade disso. Dessa forma o sofrimento do seu filho foi prolongado por culpa dos médicos.

“Eu pensei que ele ia morrer”, desabafou Tichra. “Ele parecia um bebê totalmente diferente.” concluiu a mãe.

PUBLICIDADE

Durante o período de realizar os procedimentos de ressonância magnética e cirurgias o bebê foi colocado em anestesia geral por pelo menos 10 vezes. O bebezinho também teve um CVI em seu coração.

Mas o pesadelo da mamãe e da criancinha chegou ao fim. Hoje, Ashton é um filho saudável que proporciona ótimos momentos de amor para todos da família.