Notícias

Alerta máximo em Maceió: Moradores são retirados às pressas, bairro pode sumir com colapso de mina

Região está em alerta máximo para risco iminente de colapso da mina

ANÚNCIOS

Um drama de situações alarmantes está em curso em Maceió, onde moradores de áreas afetadas pelo risco iminente de colapso da mina 18 da Braskem foram forçados a abandonar suas casas.

Esta evacuação compulsória, ordenada pela Justiça Federal, trouxe à tona a angústia e a incerteza que assolam famílias inteiras diante do futuro incerto.

A história de décadas de exploração de sal-gema pela Braskem levou a uma situação crítica em 2018, quando fissuras e tremores causaram a devastação em bairros inteiros, afetando mais de 14 mil imóveis e deixando mais de 55 mil pessoas em constante estado de alerta.

Recentemente, um novo capítulo sombrio se desenha com o alerta sobre o possível colapso da mina 18, potencialmente desencadeando uma catástrofe ainda maior.

ANÚNCIOS

Especialistas e a Defesa Civil temem o surgimento de uma cratera que poderia modificar significativamente a geografia local, transformando a água da lagoa em salgada e impactando severamente o crescimento dos manguezais.

A tensão é palpável entre os moradores, que expressam indignação pela forma abrupta e desorganizada como foram retirados de seus lares. A incerteza sobre o destino de suas casas e o medo do desconhecido pairam sobre cada família afetada por essa crise.

Enquanto a Braskem toma medidas para estabilizar as minas afetadas, a comunidade permanece em alerta máximo, clamando por soluções eficazes e pela segurança de suas vidas e patrimônios.

Veja reportagem: https://globoplay.globo.com/v/12159911/

ANÚNCIOS

Este momento de grande tensão representa não apenas um desafio para a segurança das pessoas afetadas, mas também levanta questionamentos sobre a responsabilidade das empresas envolvidas e a necessidade urgente de providenciar moradia às pessoas afetadas.

Sobre o Autor

Paulo Machado

Colunista de portal de notícias dedicado a TV e Famosos, Curiosidades, Saúde Natural e Bem-estar, Finanças e Política Brasileira