Curiosidades

Xeroderma pigmentoso: o que é, causas e sintomas da doença que levou Juliana Flores a fazer 300 cirurgias

Cuide bem da sua saúde!

Você já ouviu falar sobre a doença conhecida como xeroderma pigmentoso?

PUBLICIDADE

A dona de casa Juliana Flores, de 30 anos, foi diagnosticada com xeroderma pigmentoso ainda criança e desde então vem lutando contra esta doença que já a fez passar por cerca de 300 cirurgias.

Com dois anos de idade começaram a surgir as primeiras manchas, que com o tempo tomou todo o seu corpo. Além das manchas, apareceram tumores na pele, eram tipos de verrugas que tinha o tamanho de uma bolinha de gude e exalavam muito mau cheiro.

Como a pele fica muito sensível ao sol, Juliana Flores afirmou que tem trocado o dia pela noite para realizar suas tarefas. Por causa da quantidade das cirurgias ela já perdeu parte dos lábios, nariz e a visão de um olho.

PUBLICIDADE

O que é xeroderma pigmentoso?

O xeroderma pigmentoso, também é conhecido como doença XP, ou doença do sol. Esta enfermidade é caracterizada por uma falha no DNA do paciente, o que o torna incapaz de reparar qualquer dano na pele que possa ser causado pela radiação ultravioleta atingindo também as mucosas e os olhos.

Causas

O xeroderma pigmentoso não é contagioso, ele ocorre por alterações no DNA, ou seja, a causa é totalmente genética.

PUBLICIDADE

Sintomas do xeroderma pigmentoso

  • Aparecimento de lesões ásperas na pele;
  • Aparecimento de crostas e sangramento nos lábios;
  • Surgimento precoce de manchas na pele;
  • Desenvolvimento de câncer de pele durante os primeiros 10 anos de vida.

Tem cura?

Segundo os especialistas, a doença XP não possui cura, mas pode ser controlada através de tratamentos especializados.

 

PUBLICIDADE

Sobre o Autor

Fabiana Batista Stos

Jornalista digital, com mais de 10 anos de experiência em criação de conteúdo informativo e imparcial. Somente a imprensa livre tem o poder de defender os interesses e a liberdade do cidadão.