Notícias

Tragédia e tristeza: Dona de casa é morta e enterrada pelo marido furioso no fundo do quintal após chamá-lo de ‘corno’

Depois de matar a esposa Antônio Carlos foi visitar um dos filhos como se nada tivesse acontecido.

Uma tragédia aconteceu na Bahia durante uma briga entre um casal. António Carlos era conhecido por todos como Tonhão e era casado com a dona de casa Marlene, de 56 anos há 20 anos. O crime foi cercado de ódio, e teria sido causado por uma discussão entre os dois.

PUBLICIDADE

O casal teve cinco filhos frutos do relacionamento, e viveram uma vida inteira lado a lado, mas essa convivência terminou em tragédia por causa de algo que Marlene falou com o marido no momento que ele estava embriagado.

De acordo com as informações, o marido estava muito alterado e Marlene, não aceitando aquele comportamento, o chamou de corno diversas vezes. Ele contou em seu depoimento que até tentou conversar com ela pedindo que ela o respeitasse.

Marlene não se importou com o pedido de respeito de Tonhão e repetiu a expressão o chamando de corno mais uma vez, ele então deu um tapa em seu rosto e estava armado com uma faca.

PUBLICIDADE

Enfurecido com as palavras da esposa ele atingiu a mulher com a faca e ela caiu ao chão sem nenhuma reação. Ele vendo que ela não respondia enterrou a mulher no quintal de sua casa.

Depois de matar a esposa Antônio Carlos foi visitar um dos filhos como se nada tivesse acontecido, mas o tempo foi passando, a família percebeu o sumiço de Marlene, e encontraram na casa do casal manchas de sangue.

Os filhos conseguiram montar um quebra-cabeça, e Tonhão, de 48 anos, foi preso pelo crime e confessou para polícia. O corpo de Marlene foi encontrado pelos familiares em uma cova rasa debaixo de um pé de manga no fundo do quintal em avançado estado de decomposição.

Sobre o Autor

Cláudia LM

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.