Curiosidades

Se você dá este alimento a seu filho, pare imediatamente

Alerta! Pesquisa aponta que alimento comum entre crianças traz consequência grave.

Uma pesquisa realizada, em Poços de Caldas, em MG, no inicio do ano, com 2.000 crianças revelou que o açúcar do achocolatado pode atrapalhar o crescimento da criança. Os nutricionistas recomendam não apresentar o achocolatado ás crianças. O Dr. nutrólogo Alexander Gomes de Azevedo alerta sobre essas bebidas que em muitas situações, parece um facilitador, pela praticidade do preparo, porém, são enormes os prejuízos à saúde pela quantidade que existe de açúcar nesses produtos.

PUBLICIDADE

Mas quando os pais devem se preocupar com o desenvolvimento e estatura dos filhos, e como saber se precisam buscar tratamento? O crescimento depende de vários fatores como idade, altura da família ,idade óssea, em caso de adolescentes; idade de início da puberdade, estado de saúde física e mental.

O achocolatado é considerado um alimento vazio, pois contrariando o que diz nos rótulos dos produtos, o achocolatado em sua maioria, possuem de 70% e 90% de açúcar em sua composição, o que é um absurdo. Além disso, possuem poucas e pequenas quantidades de minerais e vitaminas.

PUBLICIDADE

Isso além de prejudicar a arcada dentaria, também prejudica o crescimento e desenvolvimento da criança. Mas, se tratando de crescimento, como chegar ao diagnóstico correto? O primeiro passo é estudar a idade óssea da criança, junto com um estudo hormonal. Se estiver dentro dos parâmetros, está tudo bem. Se houver desaceleração do crescimento, isso pode indicar algum problema e deve-se procurar um especialista.

Quando usar medicamentos? A criança precisa passar por um especialista, pois todos os medicamentos têm efeitos colaterais.

PUBLICIDADE

Algumas coisas podem contribuir para a baixa estatura:

  • Hipotireoidismo
  • Doenças crônicas
  • Uso prolongado de corticoides
  • Doença celíaca

O tratamento deve ser iniciado assim que constatado que a criança parou de crescer enquanto as outras do grupo continuam dentro da curva. Quanto mais cedo iniciar o tratamento, melhor.

Outros fatores que contribui para o atraso no crescimento:

  • Mistura de leite de vaca com achocolatado e adição de açúcar
  • Consumo de verduras e hortaliças inferior ao recomendado
  • Ausência de peixe, que é ômega três
  • Ingestão de carne acima do permitido.
  • Liquidificar os alimentos transformados em sopa, sem incentivar o hábito da mastigação
  • Segundo os especialistas, os primeiros anos de vida são fundamentais para garantir a formação do hábito alimentar, principalmente em relação a redução do risco da obesidade e baixa estatura.