Notícias

Quem é o menino de 11 anos que foi alvejado pela polícia após ligar para o serviço de emergência pedindo socorro para a mãe: ‘por que ele atirou em mim’

O caso vem gerando muita indignação e segue sob investigação.

ANÚNCIOS

Este caso hediondo ganhou uma enorme repercussão após estampar as manchetes dos principais portais de notícias do mundo. Mais uma vez, a polícia dos EUA esta no centro da polêmica.

Segundo o advogado da família, uma criança de 11 anos, de origem afro-americana, foi atingida por um disparo de arma de fogo realizado por um policial no estado do Mississippi, nos Estados Unidos, na manhã de sábado.

O menino, chamado Murry, encontrava-se desarmado e havia ligado para os serviços de emergência do país para relatar uma situação doméstica e tentar proteger sua mãe, quando o pai de um dos irmãos chegou à casa e iniciou uma briga com a mulher.

Conforme relatado pelo advogado em entrevista ao Washington Post, o policial Greg Capers chegou à residência por volta das quatro horas da manhã já empunhando sua arma.

ANÚNCIOS

Mesmo após a mãe do menino afirmar que ninguém estava armado, o policial ordenou que todos saíssem da casa com as mãos para cima. De acordo com o relato da mãe, Murry obedeceu às ordens do policial, mas foi baleado mesmo assim.\n\nEle sofreu um disparo no peito, resultando em costelas fraturadas, perfuração do pulmão e laceração do fígado.O menino foi levado ao hospital, onde necessitou de ventilação mecânica, porém, já recebeu alta, conforme informações do Post.

Por que ele atirou em mim? O que eu fiz?” perguntou o menino logo após ser ferido, de acordo com o relato da mãe ao Post. A família do jovem e a comunidade de Indianola estão exigindo a demissão do policial envolvido.

Segundo o Washington Post, Capers foi colocado em licença remunerada enquanto ocorre a investigação do caso. O advogado da família está fazendo um apelo às autoridades para que as gravações da câmera corporal do policial sejam divulgadas.

Esse incidente é apenas mais um exemplo recente de casos em que a polícia dos Estados Unidos se envolve em incidentes sem motivo ou em locais equivocados após chamadas de emergência.

ANÚNCIOS

Em abril, policiais do estado do Novo México responderam a uma chamada de violência doméstica e acabaram matando um homem no endereço errado.

Sobre o Autor

Fabiana Batista Stos

Jornalista digital, com mais de 10 anos de experiência em criação de conteúdo dos mais diversos assuntos. Amo escrever e me dedico ao meu trabalho com muito carinho e determinação.