Notícias

Padre falece precocemente aos 35 anos após afogamento no Rio São Francisco

O sacerdote era de origem queniana e atuava no Brasil desde 2021.

Um padre identificado como James Wahome Irungu, nascido no Quênia, faleceu aos 35 anos de idade vítima de afogamento nas águas do Rio São Francisco, no trecho que atravessa a região de Juazeiro. A tragédia foi registrada na última segunda-feira (14) e despertou uma grande comoção nos fiéis.

PUBLICIDADE

De acordo com os relatos, o religioso tomava banho de mar na companhia de outros amigos quando foi carregado pela forte correnteza.

O Corpo de Bombeiros foi acionado às pressas para o resgate e o sacerdote foi localizado momentos depois, já sem vida. A área onde a fatalidade aconteceu é conhecida como área da Marinha, na Orla 2.

O queniano foi ordenado sacerdote há quatro anos e atuava na Diocese de Bonfim desde 2021, mais precisamente na Paróquia de São João Batista, na cidade de Jaguarari.

PUBLICIDADE

Querido pelos fiéis, a fatalidade que levou o sacerdote de maneira precoce causou uma grande comoção na comunidade local. O líder religioso chegou à região por meio dos trabalhos realizados pelo Instituto de Missões Consolata para a evangelização da população na região.

Em nota, a Diocese de Bonfim lamentou a fatalidade ocorrida com o sacerdote. Nascido no condado de Nyeri, no Quênia, um país localizado no continente africano, James Wahome Irungu será velado e sepultado na cidade de Jaguarari, onde passou os seus últimos anos de vida.

O texto ainda ressalta que a encomendação do corpo do sacerdote contará com celebração das Exéquias presidida pelo padre José Vieira. O sacerdote foi enviado por decisão do bispo Dom Hernaldo Farias.

Sobre o Autor

Henrique Furtado

Torcedor apaixonado pelo Mais Querido, ligado em tudo que acontece no dia a dia do Mengão. Por este redator você saberá, em primeira mão, as últimas notícias dos bastidores do Flamengo.