Notícias

Padrasto tira a vida do enteado de 3 anos após criança chorar por saudade da mãe

Homem chamou o Samu e mentiu num primeiro momento.

Um homem de 24 anos foi preso no Distrito Federal depois de matar o próprio enteado, um menino de 3 anos de idade. A criança havia sido deixada sob cuidados do homem, que era parceiro da mãe do menor.

PUBLICIDADE

O caso aconteceu na última terça-feira (08) e foi descoberto por médicos que atenderam o menino. O homem chamou o Samu, alegando que o menino havia levado um tombo de bicicleta e batido a cabeça.

O menino foi socorrido e levado ao hospital, onde já deu entrada em parada cardiorrespiratória. Para os médicos, o homem voltou a narrar o suposto tombo de bicicleta. No entanto, os médicos questionaram a versão e ele acabou confessando.

A polícia foi acionada e o homem confessou que havia agredido o menino para “corrigi-lo” porque a criança chorava, com saudade da mãe. Ele afirma que bateu no menino e que a criança caiu, batendo a cabeça.

PUBLICIDADE

“As lesões estavam incompatíveis com o que ele narrou no hospital, então a gente o conduziu para a delegacia. Lá, ele acabou admitindo que se excedeu e agrediu a criança, que caiu e bateu a cabeça na quina do rodapé na cozinha”, disse o delegado Vítor de Mello.

Segundo o delegado, a versão do homem parece ainda incondizente com a versão narrada. No entanto, a perícia deverá trazer respostas mais específicas sobre o caso.

O homem segue preso e vai responder por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e sem chance de defesa para a vítima. A mãe do menino foi avisada sobre a hospitalização no trabalho e correu para o local. Ela foi interrogada e liberada.

Sobre o Autor

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.