Saúde

O que é mal súbito? Entenda o quadro de saúde que pode levar o paciente ao óbito em poucos minutos

Geralmente os casos são graves pois podem causar uma parada cardíaca.

ANÚNCIOS

“Mal súbito” é uma expressão empregada para descrever eventos médicos agudos, inesperados e repentinos que demandam atendimento médico imediato. Suas principais origens abrangem infarto, arritmias cardíacas, acidentes vasculares cerebrais, ataques cardíacos, convulsões, alergias graves, entre outras.

Os sintomas variam conforme a causa, mas frequentemente englobam perda de consciência, dor no peito, falta de ar e confusão mental. A morte súbita geralmente representa uma consequência fatal do mal súbito.

O que é o mal súbito?

Especialistas em saúde esclarecem que o termo “mal súbito” não é tecnicamente correto. Ele geralmente se refere a eventos médicos repentinos e agudos, caracterizados por sintomas como síncope (desmaio) e/ou lipotimia (pré-desmaio), que podem ser causados por diversas condições. Na verdade, trata-se de uma queda súbita da pressão arterial seguida de uma parada cardíaca.

Quais são os principais sintomas do mal súbito?

Os sintomas de um ataque cardíaco em jovens diferem daqueles observados em pessoas mais velhas. Nos jovens, pode surgir uma sensação de pressão ou queimação no tórax, conhecida como dor torácica típica. Além disso, a dor no peito pode irradiar para os braços, mandíbula, queixo e até mesmo para as costas.

ANÚNCIOS

Quais são as principais causas do mal súbito?

Na maioria das vezes, o mal súbito está ligado a causas cardíacas. Entretanto, fatores neurológicos e respiratórios, reações alérgicas graves, intoxicação por drogas e doenças metabólicas, como diabetes, também podem desencadear esse tipo de evento. Exemplos de condições relacionadas ao mal súbito incluem:

  • Problemas cardíacos: infarto (que representa 80% dos casos), parada cardíaca, arritmia cardíaca e insuficiência cardíaca aguda.
  • Problemas neurológicos: acidente vascular cerebral (AVC), convulsões e hemorragia cerebral.
  • Problemas respiratórios: insuficiência respiratória, pneumotórax, asma aguda e embolia pulmonar.

Sobre o Autor

Fabiana Batista Stos

Jornalista digital, com mais de 10 anos de experiência em criação de conteúdo dos mais diversos assuntos. Amo escrever e me dedico ao meu trabalho com muito carinho e determinação.