Curiosidades

Médicos encontram bilhete triste nas mãos de menino de 7 anos que morreu espancado por seus pais

Tente não se emocionar com a história de Ivan, um menino que queria apenas ser amado por seus pais.

ANÚNCIOS

A história de Ivan

Ivan era um menino de 7 anos que não conheceu o que é o amor que os pais sentem por seus filhos, eles o espancavam por qualquer motivo e pareciam não gostar nem um pouco dele. O menino era bom, tirava boas notas na escola, mas por ser uma criança pobre não tinha amigos, as outras crianças zombavam dele por ele vestir sempre as mesmas roupas velhas e surradas.

Um dia sentindo muito frio na escola, Ivan pegou um casaco velho que estava esquecido no banheiro da escola, os colegas da escola o perseguiram e bateram muito em Ivan que chorou sozinho por ninguém gostar dele, nem na escola, nem em casa.

Quando chegou em casa tomou uma surra de sua mãe que o chamou de filho maldito e o trancou no quarto sem comida. Dormiu chorando com fome, frio e sentido solidão em seu pequeno coração.\n\n

Suas notas começaram a cair por causa do sofrimento vivido em casa e seu pai sempre batia nele por causa das notas, chegou até a quebrar seu dedo. Ivan começou a sentir fortes dores em seu peito, mas seus pais não se importaram.

ANÚNCIOS

Na escola o professor pediu aos alunos que desenhassem o maior sonho que eles tinham e Ivan desenhou uma família, uma mãe e uma criança brincando felizes, juntos. Naquele mesmo dia Ivan tirou outra nota muito ruim e teve medo de ir para casa, sabia o que ia acontecer.

Ele caminhou pelas ruas de cabeça baixa, lentamente sem querer chegar e quando chegou sua mãe lhe bateu mais do que das outras vezes, Ivan mal conseguia se levantar porque ela quebrou uma cadeira em cima dele. A mãe exigiu que ele limpasse o chão ou seu pai iria bater nele novamente.

ANÚNCIOS

Ivan suplicou que a mãe não contasse para o pai, mas ele já estava na porta e agarrou Ivan pelo pescoço e bateu tanto que o menino acordou no hospital com dedos quebrados e vários machucados.

Ivan não sabia o que era carinho e amor, nunca recebeu um beijo e um abraço de seus pais. Por causa desse sofrimento Ivan sentiu novamente as dores no peito e como os pais não se importaram, foi ao hospital sozinho.

A criança foi internada com ferimentos internos devido às surras constantes, ficou sozinho no hospital, dois dias depois o menino morreu e os médicos encontraram um bilhete com um desabafo triste em suas mãos:

“Querida mãe, querido pai. Tenho medo porque sou feio, repugnante e estúpido. Sinto muito que não me possam amar. Nunca quis incomodar. Tudo que queria era ter um abraço de minha mãe e saber que ela me ama. Pai, só queria que você brincasse comigo ou que caminhasse comigo, segurando minha mão, ou que você cantasse para mim. Sei que sou uma vergonha para vocês. Nunca vou ser o que vocês querem que eu seja me perdoem”.

ANÚNCIOS

Todos os dias milhares de crianças são maltratadas em todo o mundo, o caso de Ivan é real, denuncie se você sabe de alguma criança passando por algo tão terrível.

 

Sobre o Autor