Notícias

Homem que matou vizinho que se debruçou em muro alegou ter atirado em legítima defesa

Crime aconteceu no último sábado.

ANÚNCIOS

A polícia do Paraná investiga a morte de um homem baleado no rosto após subir no muro para observar uma confusão na casa do vizinho. A vítima foi identificada como Bruno Júnior, de 33 anos.

O caso ganhou bastante repercussão nesta sexta-feira (15/03) após a divulgação de um vídeo que mostra o momento exato em que Bruno foi atingido. Ele estava num corredor do terreno de sua própria casa, acompanhado de uma mulher.

O vídeo mostra que Bruno subiu no muro para observar o quintal do vizinho, quando cai para trás. A mulher que o acompanha imediatamente entra em desespero. O homem nem sequer teve a chance de ser socorrido.

O autor do disparo foi identificado como Agnaldo da Silva Oroski, de 41. Ele escapou do flagrante no último sábado, ao fugir de casa após o crime. Apenas no dia seguinte ele se apresentou na delegacia, prestou depoimento e foi liberado.

ANÚNCIOS

Na última quinta, no entanto, foi preso após mandado de prisão. Na delegacia, Agnaldo admitiu ter sido o autor do disparo mas alegou que agiu em legítima defesa. O delegado a frente do caso deu mais informações.

Ele teria ouvido barulho no telhado, então teria saído com a arma em punho. Nesse momento, teria visto um homem tentando pular o muro dele”, revelou o delegado Andre Garcia.

A versão do suspeito é contestada por testemunhas, que afirmam que outros disparos já tinham sido feitos na casa e por isso Bruno tentava observar. Agnaldo pode ser indiciado por homicídio qualificado, motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima.

ANÚNCIOS

Sobre o Autor

Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.