Curiosidades

Ela pediu demissão do trabalho para amamentar seu namorado de 2 em 2 horas

Mulher larga emprego para amamentar o namorado, de 36 anos, a cada duas horas

A jovem Jennifer está causando grande alvoroço e polêmica nas redes sociais, ao revelar para o jornal britânico The Sun que amamenta o seu namorado Brad Lesson, de 36 anos de idade. Jennifer contou em entrevista que desistiu do trabalho para poder ter tempo disponivel e amamentar seu esposo a cada duas horas do dia.

PUBLICIDADE

Ela revelou que decidiu começar a amamentar o namorado após ler que a amamentação entre adultos criava um vínculo especial entre o casal. “Quando eu falei para o Brad que queria amamenta-lo foi como se uma luz tivesse acendido na cabeça dele. Dava para notar pela voz dele que estava curioso e animado. Naquele momento eu sabia que tinha um parceiro para a vida…nós dois queríamos a mesma coisa. Uma ligação mágica que só a amamentação pode alcançar”, contou Jennifer.

Com uma filha de 20 anos, seus mamilos não produziam mais leite. E para estimular a produção do leite, ela o amamentava de duas em duas horas.. Ela também conta que tomou algumas pílulas naturais para agilizar o processo da a produção de leite. “Eu parei de trabalhar porque eu quero me dedicar inteiramente em amamentar o meu namorado, quero fazer isso dar certo”, disse Jennifer.

PUBLICIDADE

O namorado de Jennifer, Brad, disse que está animado em relação aos benefícios que o leite materno poderia proporcionar para sua saúde. E Jennifer afirma que a amamentação ajudou Brad a ser menos “macho alfa” e a baixar um pouco a guarda entre quatro paredes.Jennifer contou também que jamais amamentaria o marido em público, pois trata-se de um aspecto muito privado da vida do casal.

O que diz o especialista. Para o Dr, Pérsio Nobrega Dias, psiquiatra,a amamentação entre adultos é uma patologia. “Com certeza absoluta, não é algo normal”, disse o Dr.. No caso dos homens que amamentam trata-se de um caso de dependência masculina. “O ser humano masculino necessariamente não mostra toda a sua fragilidade e dependência, mas a maioria dos homens é extremamente frágil e dependente das mulheres”, explica Pérsio.

PUBLICIDADE

O psiquiatra,explica que o homem vive atualmente uma grande crise de autoafirmação. “Durante muito tempo o homem se escondeu atrás da máscara do machismo, mas quando ela cai, atrás dessa máscara se descobre um menino e, até um bebê, que precisa ser acolhido. Então, nesses relacionamentos em que o homem busca a amamentação em uma mulher o que ele quer mesmo é recriar um sentimento nunca resolvido da busca do acalento materno, só que fora de época. Ele quer ter atenção integral e ser tratado como se fosse um bebê”, observa o médico.