Saúde

Disidrose: problema sem cura pode gerar desconforto crônico

A origem da doença não é exatamente conhecida, mas é sabido que o problema não é contagioso. Apesar da aparência desagradável, não é possível “pegar” disidrose de alguém.

PUBLICIDADE

Alguns casos podem acontecer esporadicamente, mas também podem ser recorrentes, configurando um quadro crônico. Nesses quadros, o cuidado deve ser redobrado porque dificilmente as feridas secam sozinhas.

Em caso de suspeita de disidrose é fundamental consultar um médico dermatologista, a fim de traçar uma linha de tratamento.

Via: metropoles.com

PUBLICIDADE