Famosos

A Fazenda 10: Rafael Ilha perde a paciência e detona peões

Rafael desabafou com os companheiros de reality após notar que nenhum deles estava colaborando de fato e o clima esquentou

ANÚNCIOS

Nesta última quarta-feira, dia 05 de novembro, o maior reality show da Rede Record contou com acontecimentos inusitados. Em A Fazenda 10, Lucilene Caetano que é esposa de Felipe Sertanejo, não quis saber de economizar palavras e acabou com Nadja Pessoa.

Felipe fez uma declaração que acabou pegando todos de surpresa após assistir as imagens da festa em que a própria esposa de D’Black admitia ter um forte sentimento por ele. Sertanejo revelou que ela queria se encontrar com ele após o término do reality show, porém, não era um desejo compartilhado por ele.

Foi mais além e deixou claro que a última pessoa que queria encontrar ela era, pedindo para que não ficasse triste, mas que apenas não queria. Lembrou que é feliz atualmente, vive um casamento muito feliz e se sente ótimo da maneira que está hoje.

Após falar sobre o assunto foi a vez de Flávia Viana exibir uma gravação onde D’Black ressalta o comportamento agressivo do rapaz com a empresária. D’Black diz que acredita firmemente na possibilidade de distorcerem as coisas apenas por que o homem é um lutador.\n\nLucilene defendeu seu amado Felipe e alegou que tais pensamentos e suposições ultrapassaram os limites, acrescentou que não era como se o marido realmente quisesse agredir alguém. Continuou dizendo que só conseguiu rir quando viu Nadja dando em cima de seu parceiro.

ANÚNCIOS

Afirmou que não possui inseguranças e por Sertanejo colocava suas duas mãos no fogo. Lembrou que D’Black apelou para as redes sociais a fim de distorcer completamente as coisas positivas de seu marido e tal apelo só mostrou o tipo de casal que eles são.

Segundo ele, um casal que ama causar o vitimismo, principalmente Pessoa, que após não conseguir nada com Felipe, tentou fazer a famosa carinha de quem é vítima da sociedade. Lucilene não pegou leve e afirmou que para dar um jeito na mulher nem médicos dariam conta.

Acredita que seu problema não pode ser explicado pela psiquiatria e nem mesmo pela psicologia, criou possibilidades de ser um caso espiritual e aconselhou a ‘amiga’ a procurar uma igreja para ver se as coisas melhoravam.

 

ANÚNCIOS

Sobre o Autor